Egunitá

egunitaComo a Justiça Divina é o fogo que purifica os sentimentos desvirtuados, então surge uma divindade cósmica ígnea, que é em si mesma o fogo da purificação dos viciados e dos desequilibrados: Egunitá.

Então temos na Umbanda, Egunitá, Orixá cósmico consumidora dos vícios e dos desequilíbrios; purificadora do meio-ambiente religioso (templos), das casas (moradas) e do íntimo dos seres (sentimentos). Nos rituais, ela é evocada para purificar os seres viciados, as magias negras, as injustiças etc. Ela é fogo em seu primeiro elemento e o expande no “ar” de Ogum, que é ordenador. Nele, ela é o raio que, onde cair, consumirá tudo à sua volta.

Como Egunitá (fogo) é feminina, ela se polariza com Ogum (ar), que é masculino e lhe dá a sustentação do elemento que precisa, mas de forma passiva e ordenada. Observem que a Lei e a Justiça são inseparáveis e, para comentarmos Egunitá, temos de envolver Ogum, Xangô e Iansã, que são os outros três Orixás que também se polarizam e criam campos específicos de duas das Sete Linhas de Umbanda.

Entendam que, se em uma linha ar e fogo se polarizam para aplicar a Lei (Ogum-Egunitá) e em outra fogo e ar (Xangô-Iansã) se polarizam para aplicar a Justiça, é porque tanto o fogo e o ar quanto a Justiça e a Lei não são antagônicos, e sim complementares. O fogo é alimentado pelo ar, o energiza com seu calor, o expande, o faz refluir.

Fogo e ar – Justiça e Lei, eis aí dois elementos que se complementam e duas linhas de Umbanda que são indissociáveis. Egunitá, como todos os Orixás, possui atuações “positivas” e “negativas”. Os positivos entram em nossa vida acelerando nossa evolução. Os negativos paralisam-na.

Sincretismo: Santa Sarah Kali
Sexo: Feminino
Trono: Lei
Cor:
Laranja
Atuação: Lei, ordem, proteção, purificação
Ferramentas/Oferendas: Alguidar, laranja (a fruta), gengibre, canela em pau, mexerica, licor de menta, vinho tinto doce, taça, espadas, caldeirão de cobre
Flor:
palma vermelha, rosa vermelha, girassol, begônia
Ervas principais: açafrão, agrião, arnica do mato, arruda, artemísia, alecrim, casca de laranja amarga, comigo ninguém pode etc
Local: terra e matas
Comemoração: 24 de maio
Saudação Obá: Kali Yê, minha mãe! (Salve a senhora negra, minha mãe)

Clique aqui para conhecer a oração a Egunitá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s